+55 (11) 4506-3239
academy@glsolutions.com.br

Três maneiras de gerar valor para o cliente e remover os encargos de infraestrutura

12 set 2019

Três maneiras de gerar valor para o cliente e remover os encargos de infraestrutura

//
Comments0
/
Três maneiras de gerar valor para o cliente e remover os encargos de infraestrutura

A criação de aplicativos nativos da nuvem pode se tornar um grande desafio com a vasta e crescente variedade de opções. À medida que as organizações lutam para se tornarem mais ágeis e adotarem as práticas de DevOps, como elas podem manter o investimento existente e começar o caminho para um futuro nativo da nuvem?

Dê uma olhada rápida no mapa interativo da Cloud Native Computing Foundation e é fácil ver que essas escolhas não são fáceis de fazer. Muitas das categorias listadas oferecem várias soluções, tornando a seleção um processo demorado. O desafio para qualquer organização é como escolher a opção de infraestrutura certa para seus negócios.

Uma vez escolhido um conjunto específico de tecnologias, a primeira tarefa é integrá-las em uma solução coerente para fornecer novo valor comercial. Esse é um custo de tempo que não contribui diretamente para o valor do cliente. Embora necessário, os clientes não estão pagando pelas opções de infraestrutura.

Enquanto os arquitetos estão debatendo opções fundamentais de infraestrutura, os desenvolvedores têm seu próprio conjunto de decisões para se preocupar. Encontrar as ferramentas e estruturas corretas que ajudam durante o desenvolvimento e são integradas ao processo de desenvolvimento pode ser uma tarefa significativa.

Três áreas de foco podem alterar fundamentalmente a produtividade de uma equipe e gerar valor para o cliente.

1. Acelere as equipes de desenvolvimento

As equipes de desenvolvimento precisam se concentrar em agregar valor ao cliente em produtos, em vez de passar semanas ou meses decidindo como configurar o processo de compilação ou integrar os componentes de um pipeline de integração e entrega contínuos.

Organizações eficientes dependem de uma forte colaboração entre diferentes disciplinas. Por exemplo, arquitetos e desenvolvedores precisam ser capazes de definir suas opções preferidas de tempo de execução e estrutura e ter um mecanismo para capturar essas decisões, para que sejam facilmente compartilhadas por toda a equipe de desenvolvimento.

Da mesma forma, as equipes de arquitetos e operações precisam ter certeza de que as atualizações de aplicativos que atingem a produção cumprem a política e os padrões da empresa, bem como os possíveis regulamentos do setor. Ao fornecer um processo consistente de integração e entrega para todos os idiomas e tempos de execução, as equipes podem ter certeza de que o mesmo nível de rigor, que pode incluir testes, auditoria, segurança e outros processos, foi aplicado a todas as atualizações, desde o início.

2. Vá além das decisões de tecnologia para se concentrar em soluções

Para permanecerem competitivamente relevantes, as empresas devem atualizar constantemente seus aplicativos de software para atender às demandas de seus clientes e usuários. Ao tomar essas decisões de tecnologia, é importante ter o fim em mente. As decisões de infraestrutura não podem ser limitadas a atualizações de tecnologia.

Decisões como essas aumentam a carga cognitiva das equipes e arquitetos de desenvolvimento, diminuindo o progresso do desenvolvimento do valor real do cliente para o novo aplicativo. Eles também precisam considerar que uma decisão errada pode dificultar o gerenciamento e o monitoramento do aplicativo em produção. Toda essa tomada de decisão leva tempo e esforço.

O objetivo deve ser fornecer novos aplicativos de negócios com velocidade e segurança, para que os clientes obtenham valor a partir deles.

Para atender a essa demanda, as empresas precisam de uma solução abrangente que permita a flexibilidade de modernizar alguns dos aplicativos existentes, mantendo os aplicativos e sistemas existentes. E tudo isso deve ser feito sem a necessidade de renegociar os termos e condições do contrato ou fazer novos investimentos.

3. Simplifique a experiência nativa da nuvem

Arquitetos e equipes de operações ficam sobrecarregados com escolhas, padrões e conformidade. Usando pilhas de aplicativos padronizadas e ferramentas firmemente integradas que funcionam em harmonia com o código aberto, as organizações podem facilitar a tarefa de arquitetar, desenvolver, implantar e gerenciar aplicativos nativos da nuvem, sem sobrecarregar as equipes com muitas decisões.

A melhor estratégia é adotar um ambiente de ponta a ponta para acelerar o desenvolvimento de aplicativos e acessar serviços em nuvem para aprimorar a inovação, reduzir custos e simplificar as operações – tudo isso enquanto atende aos padrões e políticas de tecnologia da empresa.

Como a IBM está ajudando as empresas a se concentrarem no valor do cliente
O IBM Cloud Pak for Applications ajuda a aumentar a taxa na qual novos aplicativos de negócios podem ser entregues. A solução facilita que as equipes obtenham rapidamente os benefícios da criação de aplicativos nativos da nuvem sem precisar primeiro passar por uma curva de aprendizado acentuada.

Além disso, o IBM Cloud Pak for Applications ajuda as organizações a se concentrarem em seus problemas de negócios, removendo a incerteza sobre as opções de tecnologia. Ele reúne investimentos existentes, como o WebSphere, com os recursos necessários para o desenvolvimento de aplicativos de múltiplos canais (web e móvel) e back-end suportados pela principal plataforma Kubernetes do Red Hat OpenShift.

Crucialmente, nos concentramos em simplificar a colaboração entre arquitetos, desenvolvedores e funções operacionais

Leave a Reply